In Evangelho do dia

Naquele dia, saiu Jesus de casa e sentou-Se à beira-mar. 2Juntou-se logo a Sua roda tão grande multidão, que Ele, subindo para uma barca, lá Se assentou, enquanto toda a multidão ficava ao longo da praia. 3Expôs-lhes então muitas coisas em parábolas, dizendo: Olhai: saiu o semeador a semear; 4e, ao semear, umas sementes caíram ao longo do caminho, e vieram os pássaros e comeram-nas. 5Outras caíram em terreno pedregoso, onde não tinham muita terra e brotaram logo, porque a terra era pouco funda; 6mas, quando veio o sol, ficaram queimadas e, como não tinham raízes, secaram. 7Outras ainda caíram sobre os espinhos, e cresceram os espinhos e afogaram-nas. 8Outras enfim caíram em terra boa e deram fruto, umas cem, outras sessenta e outras trinta. 9Quem tem ouvidos, oiça.

Comentário

  1. Encontramos em Mt 13 sete parábolas de Jesus, pelo que costuma chamar-se a este capítulo «o discurso das parábolas. Pela homogeneidade de conteúdo e de circunstâncias costumam chamar-se «parábolas do Reino» e também «parábolas do lago», porque as pronunciou junto ao lago de Genesaré. Por meio de comparações prolongadas (parábolas) Jesus explica algumas características do Reino de Deus, que Ele vem estabelecer (cfr Mt 3,2): a pequenez e humildade das origens; o seu crescimento progressivo; as suas dimensões universais; a sua força salvífica: Deus chama todos à salvação, mas só a alcançarão os que recebem o chamamento com boas disposições e perseveram nelas; o valor extraordinário dos bens espirituais que o Reino traz, em troca dos quais o homem deve entregar quanto possui; a mistura de bons e maus até ao tempo da sega ou juízo divino; a íntima conexão entre os aspectos terrestre e celeste do Reino, até à sua consumação no fim dos tempos.

Nos lábios de Jesus Cristo as parábolas adquirem uma força singular. Com este modo de falar Jesus atrai a atenção dos Seus ouvintes, os cultos e os incultos, e, através das coisas mais elementares da vida quotidiana, dá-lhes luz acerca das realidades sobrenaturais mais profundas. Jesus Cristo empregou este gênero didáctico com suma mestria e perfeição; as Sua; parábolas são inconfundíveis, têm o selo da Sua personalidade e, por meio delas, revelou-nos de maneira gráfica as riquezas da Graça, a vida da Igreja, as exigências da fé e até o mistério do próprio ser de Deus.

Os ensinamentos de Jesus continuam a ser luz e guia de conduta moral e de luta ascética acessível a todas as gerações. Ao ler e meditar as Suas parábolas pode saborear-se a Humanidade adorável do Salvador, que Se comprazia em entreter-Se com as gentes da Palestina que O escutavam, como agora Se compraz em atender amorosamente as nossas orações, por mais desajeitadas que sejam, e em responder à nossa sã curiosidade por atingir o sentido das Suas palavras.

3-8. Quem tenha visitado a fértil planície ocidental do lago de Genesaré apreciará melhor a enternecedora descrição de Jesus nesta parábola do semeador. A planície está trespassada de veredas, pequenos desníveis entre os quais emergem, como nervos, fileiras rochosas, que por vezes não chegam a aflorar, mas ficam a poucos centímetros da superfície. Vêem-se pequenos riachos que, embora secos numa parte do ano, conservam certa humildade. Há zonas em que crescem grandes espinhos e cardos. O lavrador desta região, quando semeia o grão por este terreno desigual, já sabe que a semente brotará desigualmente também, segundo a condição da terra por onde vai passando.

9. Jesus não explicou imediatamente a parábola. Segundo os usos orientais, muito frequentes, as parábolas eram apresentadas num primeiro momento como um enigma, com o qual Se estimulava o ouvinte a fixar a atenção e a excitar a curiosidade, o que conseguia uma fixação na memória. Talvez Jesus procurasse também uma certa selecção entre os Seus seguidores: aqueles que escutavam com interesse voltariam a ouvir de novo o Mestre, como os discípulos. Os outros, que só O tinham escutado por mera curiosidade superficial ou por interesses demasiado humanos — pelos milagres que fazia -, não aproveitariam uma explicação mais pormenorizada e profunda da parábola.

Recent Posts
Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Start typing and press Enter to search