O que São Josemaria repetia à Nossa Mãe

Por Dom Álvaro del Portillo
Seleção de jaculatórias – orações muito breves – que São Josemaria rezou à Virgem Nossa Senhora incontáveis vezes ao longo da sua vida. Sê de Maria e serás nosso. (São Josemaria em “Caminho”, ponto 494)

O texto a seguir foi extraído do livro “Entrevista sobre o Fundador do Opus Dei” (páginas 165-168 – Quadrante, 1994). Diz-nos o autor, Dom Álvaro del Portillo:

Geralmente, (São Josemaria) extraía as jaculatórias da Escritura ou do tesouro da tradição cristã, mas sempre em estreita relação com a sua vida interior, razão pela qual podiam variar. Às vezes, mudava algumas palavras para que se adaptassem melhor às circunstâncias do dia ou de um período determinado; quero dizer, em suma, que as rezava sempre pondo nelas todo o coração e toda a devoção e intensidade de que era capaz. Eis algumas:

Doce Coração de Maria, sede a minha salvação!

Sancte Pater Omnipotens, Aeterne et Misericors Deus: Beata Maria intercedente, gratias tibi ago pro universis beneficiis tuis, etiam ignotis (“Pai santo e onipotente, Deus eterno e misericordioso: por intercessão da Bem-aventurada Virgem Maria, dou-Vos graças por todos os vossos benefícios, mesmo desconhecidos”).

Cor Mariae dulcissimum, iter para tutum! (“Coração dulcíssimo de Maria, preparai-nos um caminho seguro!”).

Com algumas variantes, repetiu muitas vezes a súplica inflamada dos seus anos de Logroño: Domine, ut videam!, dizendo: Domine, ut sit! Domina, ut videam! Domina, ut sit! (“Senhor, que eu veja! Senhor, faça-se! Senhora, que eu veja! Senhora, faça-se!”).

Glória ao Pai, Glória ao Filho, Glória ao Espírito Santo. Glória a Santa Maria e também a São José. Obrigado aos Anjos que te fazem a corte.

Monstra te esse Matrem! (“Mostrai que sois Mãe!”).

Mãe, minha Mãe!

Sancta Maria, Refugium nostrum et virtus! (“Santa Maria, nosso refúgio e fortaleza!”).

Santa Maria, detém o teu dia. Conta a tradição que, no ano de 1248, durante o cerco de Sevilha por Fernando III o Santo, alguns cavaleiros cristãos invocaram a Virgem Maria com essa jaculatória, pedindo-lhe que os ajudasse a acabar de vencer os muçulmanos; então o sol deteve o seu curso e eles puderam derrotar o inimigo. O nosso Fundador aconselhava-nos a invocar a ajuda da Santíssima Virgem com essa jaculatória para levarmos a termo, com ordem e tenacidade, o nosso trabalho diário.

Sancta Maria, filios tuos adiuva: filias tuas adiuva! (“Santa Maria, ajudai os vossos filhos; ajudai as vossas filhas!”).

Sancta Maria, Spes nostra, Sedes Sapientiae, ora pro nobis! (“Santa Maria, Esperança nossa, Sede da Sabedoria, rogai por nós!”).

Sancta Maria, Spes nostra, Ancilla Domini, filias tuas adiuva! (“Santa Maria, Esperança nossa, Escrava do Senhor, ajudai as vossas filhas!”).

Sancta Maria, Regina Operis Dei, filios tuos adiuva! (“Santa Maria, Rainha do Opus Dei, ajudai os vossos filhos!”).

Sancta Maria, Stella Orientis, filios tuos adiuva! (“Santa Maria, Estrela do Oriente, ajudai os vossos filhos!”). Começou a rezar esta jaculatória em 1955, durante a sua primeira viagem a Viena.

Adeamus cum fiducia ad thronum gloriae, ut misericordiam consequamur! (“Vamos com confiança até o trono da glória, a fim de obtermos misericórdia!”).

Ave Maria puríssima, sem pecado concebida.

Recitava amiúde a antífona: Sub tuum praesidium confugimus…, ou simplesmente as palavras: Nostras deprecationes ne despicias*. Lembro-me de que as repetia com especial insistência nos anos setenta.

Bendita seja a Mãe que te trouxe ao mundo.

Cor Mariae perdolentis, miserere nobis!… miserere mei! (“Coração de Maria dolorosa, tende misericórdia de nós, tende misericórdia de mim!”).

Beata Mater et intacta Virgo, intercede pro nobis! (“Mãe bem-aventurada e Virgem intacta, intercedei por nós!”).

* A oração completa é: “À vossa proteção nos acolhemos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as súplicas que em nossas necessidades Vos dirigimos, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita” (N. do E.).

Imagem: “San Josemaría y la Virgen de Guadalupe” da artista Monica Salazar Orozco, site www.unafamiliaenelarte.com.