Mais bonito por dentro

Por João Malheiro
Relato sobre um garoto que freqüentava o Clube Pinhal e que veio a falecer devido a um câncer. Destaca a importância dos sacramentos para se morrer bem. Não há nada melhor nesse mundo do que estar em graça de Deus.

João Cláudio era um menino muito bonito: loiro, de olhos claros, com as bochechas bem rosadas. Muitas pessoas assim que o viam, exclamavam: Que menino bonito!

Sua mãe ficava preocupada em que ele se tornasse um menino vaidoso. Tanto era assim que passou a dizer-lhe, algumas vezes, a seguinte frase: “João Cláudio, mais importante é ser bonito por dentro”.

Com doze anos, João Cláudio jogando futebol, quebrou a perna, em um lance que não foi tão violento assim. Descobriram, então, que ele tinha câncer nos ossos.

Embora tivessem amputado a sua perna, João Cláudio não se deixou abater e procurava continuar as atividades que lhe eram possíveis.Mas o câncer voltou e foi se espalhando. Devido ao tratamento contra o câncer, João Cláudio perdeu o cabelo, emagreceu e deixou de ser aquele garoto que todos elogiavam pela sua beleza.

Pouco tempo antes de falecer, sua mãe pediu para um padre administrar-lhe a unção dos enfermos e levar-lhe a comunhão em casa.Como eram os últimos sacramentos que iria receber, sua mãe o vestiu com uma roupa melhor, para um momento tão especial.

Depois que o padre administrou os últimos sacramentos e foi-se embora, sua mãe voltou ao quarto aonde estava João Cláudio e quis fazer-lhe um agrado, dizendo-lhe: João Cláudio, como você está bonito! E ouviu como resposta, de quem aproveitou bem os seus conselhos: Mãe, mais bonito por dentro!

João Malheiro