In Evangelho do dia

Erguendo os olhos, viu os ricos deitarem no tesouro as suas ofertas. 2Viu também uma viúva pobrezinha deitar lá duas moedinhas 3e exclamou: Digo-vos, na verdade, que essa viúva pobre deitou mais que todos, 4pois todos eles deitaram do que lhes sobrava, para as ofertas de Deus, mas ela. foi da sua penúria que lançou todos os recursos que possuía.

Comentário

1-4. O Senhor, rodeado pelos Seus discípulos, observa como a gente deposita as suas oferendas no gazofilácio. Era este um lugar situado no átrio das mulheres, em que existiam várias caixas destinadas a recolher as oferendas dos fiéis. De repente sucede algo cuja importância Jesus quer pôr em relevo diante dos Seus discípulos: uma pobre viúva deposita duas pequenas moedas, cujo valor é exíguo. Qualifica esta oferenda como a mais importante; louva a generosidade das esmolas destinadas ao culto, e mais ainda a liberalidade de quem dá do que lhe é necessário. O Senhor comove-Se diante do óbulo da viúva porque na sua pequenez supõe um grande sacrifício. «O Senhor não olha — diz São João Crisóstomo — à quantidade que Lhe é oferecida, mas ao afecto com que a gente Lhe oferece. Não está a esmola em dar pouco do muito que se tem. mas em fazer o que fez aquela viúva, que deu tudo o que tinha» (Hom. sobre Heb, 1). Esta mulher ensina-nos que podemos comover o coração de Deus ao entregar-Lhe tudo aquilo que temos ao nosso alcance, que será sempre muito pouco, ainda que fosse a nossa própria vida. «Que pouco é uma vida para oferecê-la a Deus!…» (Caminho, n.°420).

Recent Posts
Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Start typing and press Enter to search