In Evangelho do dia

22E passava por cidades e aldeias a ensinar, seguindo a caminho de Jerusalém. “Disse-Lhe alguém: Senhor, são poucos os que se salvam? Disse-lhes Ele: 24Esforcai-vos por entrar através  da porta estreita, porque muitos, vo-lo digo, tentarão entrar sem o conseguir. 25Uma vez que o dono da casa se levante e feche a porta, e vós comeceis, lá fora, a bater e a dizer: «abre-nos, senhor», ele vos dirá, em resposta: «Não sei donde vós sois». 26Então começareis a dizer: «Comemos e bebemos na Tua presença e Tu ensinaste em nossas praças». 27Mas Ele responderá: «Di­go-vos que não sei donde sois! Afastai-vos de Mim, todos os que obrais a iniquidade». 28Lá haverá pranto e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaac, Jacob e todos os pro­fetas no Reino de Deus, e vós a serdes postos fora! 29Hão-de vir do Oriente, do Ocidente, do Norte e do Sul; sentar-se-ão à mesa no Reino de Deus. 30E há últimos que serão dos primeiros e há primeiros que serão dos últimos.

Comentário

23-24. Todos os homens estamos chamados a fazer parte do Reino de Deus, porque «Deus quer que todos os homens se salvem» (l Tim 2,4). «Com efeito, aqueles que, ignorando sem culpa o Evangelho de Cristo e a Sua Igreja, procuram, contudo, a Deus com coração sincero, e se esforçam, sob o influxo da graça, por cumprir a Sua vontade, manifestada pelo ditame da consciência, também eles podem alcançar a salvação eterna. Nem a divina Providencia nega os auxílios necessários à salvação àqueles que, sem culpa, não chegaram ainda ao conhecimento explícito de Deus e se esforçam, não sem o auxílio da graça, por levar uma vida recta. Tudo o que de bom e verdadeiro neles há, é conside­rado pela Igreja como preparação para receberem o Evan­gelho, dado por Aquele que ilumina todos os homens, para que possuam finalmente a vida» (Lumen gentium, n° 16).

Em qualquer caso só podem alcançar esta meta da Salvação aqueles que lutam seriamente (cfr Lc 16,16; Mt 11,12). O Senhor exprime esta realidade da nossa vida com a imagem da porta estreita. «A guerra do cristão é incessante, porque na vida interior dá-se um perpétuo começar e reco­meçar, que impede que, com orgulho, nos pensemos já perfeitos. É inevitável que haja muitas dificuldades no nosso caminho; se não encontrássemos obstáculos, não seríamos criaturas de carne e osso. Havemos de ter sempre paixões que nos puxem para baixo e sempre precisaremos de nos defender desses delírios mais ou menos veementes» (Cristo que passa, n.° 75).

25-28. Como noutras ocasiões, Jesus alude à vida eterna com a imagem de um banquete (cfr, p. ex., Lc 12,35 ss.; 14,15). Ter conhecido o Senhor e ter escutado a sua palavra não é suficiente para alcançar o Céu; só os frutos da corres­pondência à graça terão valor no juízo divino: «fiem todo o que Me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus; mas o que faz a vontade de Meu Pai que está nos Céus» (Mt7,21).

29-30. O povo judeu, de modo geral, considerava-se o único destinatário das promessas messiânicas feitas aos Profetas, mas Jesus declara a universalidade da salvação. A única condição que exige é a resposta livre do homem ao chamamento misericordioso de Deus. Ao morrer Cristo na Cruz o véu do Templo rasgou-se pelo meio (Lc 23,45 e par.), em sinal de que acabava a divisão que separava judeus e gentios. São Paulo ensina: «Ele (Cristo) é a nossa paz, Ele que fez de uns e outros um só e derrubou a barreira separatória (…) a fim de, em Si próprio, criar dos dois um só homem novo, estabelecendo a paz, e reconciliar com Deus, pela Cruz, uns e outros num só Corpo, levando, em Si próprio, a morte à inimizade» (Eph 2,14-16). Com efeito, «Ao novo Povo de Deus todos os homens são chamados. Por isso, este Povo, permanecendo uno e único, deve estender-se a todo o mundo e por todos os séculos, para se cumprir o desígnio da vontade de Deus que, no princípio, criou uma só natureza humana e resolver juntar em unidade todos os seus filhos que estavam dispersos» (Lumen gentium, n. 13).

Recent Posts
Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Start typing and press Enter to search