Confessei-me e voltei à Casa do Pai depois de 48 anos

Por José Francisco Sávio
José Francisco relata a sua alegria de retornar aos sacramentos e voltar ao convívio com Deus Pai, Jesus e Nossa Senhora. Seu filho, do Opus Dei, rezava para que ele voltasse a ser um “fervoroso católico, fidelíssimo aos princípios de nossa Igreja”.

Tenho um filho casado que me deu dois netos. Ele mora na cidade de São Paulo. Com a Graça de Deus, faz parte da família do OPUS DEI há alguns anos e está encaminhando os seus filhos para esse caminho tão correto e agradável.

O sonho dele era que eu, há 48 anos, até então, afastado do convívio com Deus Pai, seu filho Jesus e sua Santíssima Mãe, em todos os sentidos, voltasse a realmente a ser um fervoroso católico, fidelíssimo aos princípios de nossa Igreja.

Nos últimos meses do ano passado, atendendo a um pedido amoroso de meu filho, passei a freqüentar as reuniões do OPUS DEI – Recolhimentos e palestras – e, para ser exato, no dia 12 janeiro, depois de 48 anos, confessei-me com um dos padres do Opus Dei, que me orienta espiritualmente, e no dia seguinte fiz a minha comunhão.

Quando liguei para o meu filho, em São Paulo, dizendo da minha atitude espontânea e verdadeira, ele apenas me respondeu “…pai, rezei e pedi tanto para Deus pelo senhor e Ele me atendeu. Creia: este é o dia mais feliz da minha vida.”

Podem crer, o convívio com o OPUS DEI me foi extraordinário. Que Deus seja louvado!

José Francisco Sávio