In obrigado, Opus Dei
Por Carlos Alexandre da Silva
Carlos Alexandre não conhecia a estampa com a oração e a foto de São Josemaria Escrivá quando, ao realizar um serviço de marcenaria em uma casa de família, viu-a pela primeira vez. Ficou muito impressionado com a estampa. A partir desse “encontro” conheceu o Opus Dei. Desde então, está em contato com a Obra e, em breve*, será ordenado sacerdote.

Estou a duas semanas da minha ordenação sacerdotal e, sabendo do objetivo desse site, não pude deixar de contribuir com algumas palavras.

Sou diácono e tenho 26 anos. Conheci o Opus Dei antes de entrar para o seminário, na época trabalhava de ajudante de marceneiro, com um evangélico.

Certo dia, fomos a uma residência para realizarmos alguns reparos. Quando entrei na casa, vi uma estampa de São Josemaria Escrivá (na ocasião, Beato). Aquela estampa me impressionou muito!

Já estávamos arrumando-nos para partir, no momento em que os residentes chegaram; uma família normal. Não pensei duas vezes, pedi informações sobre a estampa do santo. A senhora da casa me respondeu prontamente, oferecendo-me um livro “É Cristo que passa” – escrito por Josemaria Escrivá – e duas estampas. Fiquei cativado pela literatura, que me influenciou positivamente.

Bem, não quero demorar-me: a partir daí, recebo formação da Obra até hoje. Nunca fui coagido nem cerceado em minhas vontades e, principalmente, em minha liberdade. Pelo contrário, a proximidade com essa benção de Deus me ajuda a ser mais humano e mais santo, no meu estado de vida.

Carlos Alexandre da Silva

* Relato enviado em abril de 2006.

Recent Posts
Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Start typing and press Enter to search