A alegria dos nossos três filhos numerários

Por Mário Valenga
Mário Valenga conta como a alegria invadiu a sua casa quando sua família conheceu o Opus Dei e como vê a alegria dos seus três filhos numerários.

Cecília e eu temos três filhos: Simone, Marcelo e Silmara. Sabemos que criar e educar os filhos é uma missão que nos foi confiada por Deus. Que bom que nossos filhos conheceram o Opus Dei, caminho de santificação no meio do mundo, pois a Obra ajudou-nos muito na nossa missão!

Primeiramente quem conheceu a Obra foi a nossa filha mais velha, quando cursava o primeiro ano da faculdade. Logo notamos uma mudança no seu comportamento: começou a ficar mais amável com os irmãos, com os avós, e até mesmo conosco. Foi a Simone quem nos convidou para conhecer o Opus Dei em 1996.

Fomos assistir a um filme sobre o fundador da Obra, São Josemaria, que muito nos impressionou pela sua alegria, que contagiava todos; e que acabou também contagiando a nossa família.

Cecília e eu queríamos conhecer melhor a Obra e assim começamos a participar dos recolhimentos mensais para os profissionais.

Nossos outros dois filhos começaram também a freqüentar os respectivos centros para rapazes e moças em Curitiba.

Depois de algum tempo recebendo a formação espiritual do Opus Dei, os três filhos sentiram o chamado de Deus. E, com a devida orientação espiritual, descobriram a vocação à Obra. Hoje, os nossos três filhos são numerários. E nós somos cooperadores da Obra. Rezamos para que nossos filhos sejam sempre fiéis a sua vocação à Obra.

Nós notamos que nossos filhos estavam cada vez mais alegres e a nossa família estava cada vez mais feliz. Não somos apenas nós que notamos isso. Vários vizinhos quando vêem os nossos filhos, comentam: “como seus filhos são alegres!”

Hoje nossa filha mais nova, a Silmara, mora num centro do Opus Dei na Estônia. Sempre se comunica conosco. Nós já fomos visitá-la na Estônia e a encontramos muito bem, alegre como sempre.

Nós podemos experimentar que a Obra é uma grande família, e muito unida através das orações, ações e coerência de vida.

Somos muito gratos a Deus por tantas graças recebidas na nossa família.

Mário Valenga