In alegria de falar com Deus
Por Maurício Soubhia
Como um “piá” (garoto) de 13 anos, sócio do Clube Olimpo em Curitiba, aprendeu de sua mãe a rezar durante todo o dia.

Conversando sobre o relacionamento com Deus, com um garoto de 13 anos, que freqüenta o clube (Olimpo em Curitiba), perguntei-lhe:

– Você tem o costume de rezar alguma vez ao dia?

Ele me contestou:

– Eu rezo durante todo o dia.

Eu a princípio achei a resposta exagerada, tanto que lhe perguntei:

– Como você reza todo o dia?!

– Minha mãe me ensinou uma oração que diz: “Meu Senhor, e meu Deus, creio firmemente que estás aqui, que me vês, que me ouves. Adoro-te com profunda reverência, peço-te perdão dos meus pecados e graça para fazer com fruto esse tempo de oração. Minha Mãe Imaculada, São José, meu pai e senhor, meu Anjo-da-guarda intercedei por mim”*

Só que ela também me ensinou a mudar uma parte da oração segundo o que vou fazer. Se vou estudar, digo: … para fazer com fruto esse tempo de estudo; se vou praticar esporte, digo: … para fazer com fruto esse tempo de esporte; e cada vez que mudo de atividade rezo essa oração, alterando essa pequena parte.

Compreendi que aquele garoto acreditava que em tudo o que fazia, Deus estava acompanhando-o com o olhar e ouvindo-o. E ele também se dirigia a Deus. Era, portanto, verdade o que dizia: “Eu rezo durante todo o dia”.

Maurício Soubhia

* Sua mãe frequenta o Centro Cultural Igaraçu – centro feminino com formação cristã do Opus Dei – e lá aprendeu que pode estar sempre na presença de Deus, oferecendo a Deus todos os seus afazeres e transformando todo o seu dia em oração. Sempre que assistia às meditações do Opus Dei ouvia essa oração introdutória que São Josemaria também rezava ao princípio de um tempo de oração.

Recent Posts
Fale conosco

Escreva aqui sua mensagem que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

Start typing and press Enter to search