“Eu rezo durante todo o dia” (com 13 anos?)

Por Maurício Soubhia
Como um “piá” (garoto) de 13 anos, sócio do Clube Olimpo em Curitiba, aprendeu de sua mãe a rezar durante todo o dia.

Conversando sobre o relacionamento com Deus, com um garoto de 13 anos, que freqüenta o clube (Olimpo em Curitiba), perguntei-lhe:

– Você tem o costume de rezar alguma vez ao dia?

Ele me contestou:

– Eu rezo durante todo o dia.

Eu a princípio achei a resposta exagerada, tanto que lhe perguntei:

– Como você reza todo o dia?!

– Minha mãe me ensinou uma oração que diz: “Meu Senhor, e meu Deus, creio firmemente que estás aqui, que me vês, que me ouves. Adoro-te com profunda reverência, peço-te perdão dos meus pecados e graça para fazer com fruto esse tempo de oração. Minha Mãe Imaculada, São José, meu pai e senhor, meu Anjo-da-guarda intercedei por mim”*

Só que ela também me ensinou a mudar uma parte da oração segundo o que vou fazer. Se vou estudar, digo: … para fazer com fruto esse tempo de estudo; se vou praticar esporte, digo: … para fazer com fruto esse tempo de esporte; e cada vez que mudo de atividade rezo essa oração, alterando essa pequena parte.

Compreendi que aquele garoto acreditava que em tudo o que fazia, Deus estava acompanhando-o com o olhar e ouvindo-o. E ele também se dirigia a Deus. Era, portanto, verdade o que dizia: “Eu rezo durante todo o dia”.

Maurício Soubhia

* Sua mãe frequenta o Centro Cultural Igaraçu – centro feminino com formação cristã do Opus Dei – e lá aprendeu que pode estar sempre na presença de Deus, oferecendo a Deus todos os seus afazeres e transformando todo o seu dia em oração. Sempre que assistia às meditações do Opus Dei ouvia essa oração introdutória que São Josemaria também rezava ao princípio de um tempo de oração.